6 de fev de 2014

Compaixão e felicidade

Segundo o dicionário, compaixão significa
"Sentimento de pesar que nos causam os males alheios, bem como uma vontade de ajudar o próximo.Sentimento de simpatia ou de piedade para com o sofrimento alheio, associado a vontade ou ao desejo de auxiliar de alguma forma."
Mas qual a relação entre compaixão e felicidade? 
Outro dia assisti um documentário muito bom, "Você é feliz?", o título original é "Happy", e a questão "O que é ser feliz?" é abordada de uma forma bastante interessante e prática.
Entre outras coisas, o que mais nos aproxima da felicidade, é o fato de nos aproximarmos uns dos outros. E compaixão e empatia são peças fundamentais para isso.
Já escrevi sobre empatia, leia aqui.
Quanto menos egocêntricos e egoístas conseguimos ser, mais próximos da felicidade nos encontramos.
Conseguir pensar e tomar ações em prol de outras pessoas, mesmo que não sejam da sua família ou do seu grupo de amigos, se preocupar com o bem estar coletivo, abrir mão de alguns confortos a favor da preservação da natureza, e principalmente, entender de verdade a importância de tudo isso.
Conversando outro dia com minhas amigas, surgiu a questão: "Alguém pode deixar de ser vegan?"
Já escrevi aqui no blog sobre Vegan, e o significado de se adotar esse estilo de vida. Eu não acredito que alguém que é vegan e realmente entende o significado disto, possa voltar atrás.
Quando começamos a enxergar é impossível fechar os olhos, mesmo quando desejamos não ver. É impossível.
Voltar atrás, é prova que de não houve entendimento. É provável que a decisão tenha sido tomada por motivos pessoais e/ou sociais, que em nada se relacionam com o verdadeiro significado de ser vegan.
E o mesmo vale para a compaixão, podemos conhecer o significado da palavra, saber o que precisa ser feito, e até fazer. Porém, a felicidade que a compaixão pode nos proporcionar, só poderá ser aproveitada se realmente sentirmos compaixão.
É irônico, mas só podemos receber se não esperamos nada em troca.
Porém se lembramos que vivemos em uma sociedade onde tudo tem uma finalidade, uma função, e a felicidade é item de consumo, ah! Daí tudo isso faz muito sentido.
Infelizmente não encontrei o documentário online, mas você pode assistir esse pequeno vídeo no qual o diretor, Roko Belic, fala sobre como a empatia e a compaixão são fundamentais para a felicidade.





Comentários
0 Comentários

0 comentários:

Postar um comentário

Olá! Seus comentários serão muito bem-vindos.