7 de mar de 2013

Restrição alimentar x Consumismo


Outro dia assisti o documentário "Criança, a alma do negócio", é ótimo! O documentário demonstra como a criança é afetada pela publicidade, e quais os efeitos disso na vida dela e de toda a família.
Esse documentário me estimulou a escrever este post, há muito tempo venho pensando sobre a relação entre a restrição alimentar e o consumismo.
Eu nunca aceitei que me dissessem que a restrição alimentar é um obstáculo para a vida social. Mas infelizmente, muita gente acredita que é.
A minha percepção, é de que algumas pessoas se sentem infelizes não porque "não podem comer de tudo", mas porque não podem CONSUMIR tudo que os outros consomem.
No documentário, alguém diz "A propaganda faz com que a criança acredite que só fará parte do grupo se consumir aquilo, só será feliz assim".
E é isso mesmo!
E a restrição alimentar te obriga a não consumir qualquer coisa, você é obrigado a refletir sobre a compra, e aprender a NÃO COMPRAR por impulso.
A restrição alimentar é uma oportunidade de fazer uma reeducação alimentar e mental.
Será que eu preciso comprar isso? Para que vai me servir isso? Eu realmente quero isso?
O fato de não comer a mesma coisa que os outros não me excluí do grupo, eu sou muito mais do que como, não sou definida pela minha alimentação, assim como não sou definida pela roupa que eu uso ou pelo carro que eu tenho.
A ideia de ter para ser é triste, pois quem acredita nisso nunca terá o suficiente para ser feliz.
As pessoas se assustam quando conhecem crianças que nunca comeram Mc Donnald´s, ou que nunca tomaram refrigerante, mas qual é o absurdo disso?
Embora a propaganda te diga que você vai ficar muito feliz e cheio de energias positivas, a verdade é que ninguém precisa disso para ser feliz.
Os pais tem papel fundamental nisso tudo, não só controlando o que a criança assiste na TV ou vê na internet, como também mostrando para a criança como lidar com o consumo e o desejo de ter.
Se não aprendemos a lidar com o nosso impulso consumista, não poderemos ensinar nossos filhos.
Reciclar, reutilizar, doar, trocar, questionar... tudo isso ajuda a criança a entender melhor o valor das coisas e o porquê de comprar ou não aquilo.

Para quem quiser assistir o documentário


Comentários
0 Comentários

0 comentários:

Postar um comentário

Olá! Seus comentários serão muito bem-vindos.